quarta-feira, 8 de abril de 2009

Tempestade

Eu sentia, mas fingia não sentir...
Eu via em seus olhos seu poder sobre mim aumentando
E a minha paz se perdendo a medida que ela se aproximava...
Minha alma adoeceu, meu coração se enquietou...
Não posso olhar pra ela, não posso ouvir sua voz sem tremer...
Sem minha respiração figar ofegante e minha mente fugir do meu corpo em sua direção...
A tempestade me alcançou...
Ela veio me desestruturar, ela veio me tirar do eixo...
Do paraíso me levou ao inferno em questão de segundos...
Mas como toda tempestade... da mesma forma que veio ela também se foi...
E seu poder se perdeu na sua ausência...
Abençoada ausência que me devolve a paz... que fortalece o meu corpo, me recoloca de novo no eixo e me devolve meu coração...
Tudo não passou de ilusão, de fantasia, foi uma tempestade que se abateu sobre mim...causou os estragos que veio causar e se foi...
Mas o sol brilha novamente e meu coração se fortalece e uma nova inspiração toma conta de mim, uma nova empolgação...

Sinto que uma nova história começará logo... pois tenho pressa para ser feliz...

3 comentários:

Fernanda disse...

todos nós temos pressa para ser feliz,é essa felicidade que procuramos,que nos faz viver a vida intensamente...
obrigada por acompanhar meus versos^^

MP disse...

Depois da tempestade...Beijos,linda.
Marcia.

»»Luh«« disse...

Vidinhaaaaa...
Essa tempestade passará, com certeza! Admiro essa tua força, tua coragem... E, se pensar que não suportarás, me chame... pois eu te ajudarei a levantar! Te apoiarei em meus ombros ou te carregarei nos braços sempre que precisar...

Amo vc, amiga... Conte sempre comigo!!!

E lembre-se: Deus nunca nos dá uma 'carga' que não possamos suportar...'

Beijocassss...

"O choro pode durar a noite inteira, mas a alegria vem ao amanhecer..." (extraído do livro de Salmos)